| Quem somos | Processos de fabrico | Gama de produtos | Produtos - Aplicações | Projectos | Contactos |
 
Trinta anos a inovar com
materiais compósitos...


Desde o seu nascimento em 1973, por iniciativa do seu actual Presidente do Conselho de Administração, que a Vidropol; SA se vem tornando num marco nacional e internacional de desenvolvimento e inovação de produtos e aplicações de compósitos estruturais reforçados com fibras longas e contínuas.

A partir da década de 80, a Vidropol, SA torna-se mesmo a maior empresa Portuguesa e da Península Ibérica dedicada à transformação e aplicação de produtos fabricados em material compósito de matriz termoendurecível com as seguintes áreas principais de negócio:
- Tubagens - Abastecimento de água, redes de saneamento e indústria química;
- Tanques e reservatórios - Armazenagem de água, produtos químicos e industriais;
- Chapas lisas e onduladas - Coberturas e divisórias;
- Serviços - Revestimentos, projectos, montagem e conservação;
- Obras públicas - Obras de Engenharia Civil relacionada com a instalação e montagem de condutas aéreas e enterradas de tubos em plástico reforçado com fibras de vidro.

No início dos anos 90, expande-se industrialmente instalando em Portugal a primeira unidade de compressão a quente para produção de caixas e armários em SMC para aplicação nos seguintes sectores principais:
- Distribuição de energia;
- Telecomunicações;
- Gás;

Em resposta a outros desafios de mercado, a Vidropol, SA foi entretanto desenvolvendo novas áreas de negócio, como sejam, por exemplo:
- Clarabóias;
- Pultrusão - fabrico, aplicação e montagem de perfis e estruturas pultrudidos;
- Representação de produtos complementares à sua gama de fabrico;
- Válvulas de alta resistência química;
- Actuadores pneumáticos;
- Bombas anti-corrosão.

CRONOLOGIA MAIS RELEVANTE
1973: Fundação da Vidropol. Processos de fabrico: Moldação em contínuo (chapas lisas e onduladas) e Moldação por contacto (hand-lay-up).
1974: Introdução do Enrolamento Filamentar Helicoidal (tubos, reservatórios e tanques)
1985: Obtenção de Alvará de Empreiteiro de Obras Públicas.
1988: Criação da primeira unidade industrial de transformação a quente (SMC) em Portugal.
1995: Candidatura e aprovação do Projecto - PEDIP II.
1996: Passagem a Sociedade Anónima com denominação VIDROPOL-ESTRATIFICADOS DE FIBRA DE VIDRO, SA.
1999: Conclusão do Projecto do PEDIP - Investimentos.
 
português english